SEM MEIOS-TERMOS

Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente.

João 6:67-69

 

 

 

SEM MEIOS-TERMOS

 

O Senhor Jesus Cristo havia alimentado a multidão faminta, e agora queriam coroá-Lo rei, com o único objetivo de que Ele providenciasse todas as necessidades materiais do povo. Mas o Senhor Jesus não se dobrou ao desejo deles, pois não queria lhes dar somente a comida que perece, mas a Si mesmo como Pão da vida (vv. 35 e 48). E mais ainda, o povo deveria comer Sua carne e beber Seu sangue, ou seja, Ele daria Sua vida por eles para que “comessem e bebessem”, isto é, aceitassem Seu sacrifício pela fé, recebendo assim a vida eterna (vv. 52-56). Muitos que haviam seguido o Senhor Jesus até esse momento consideraram tais palavras difíceis de tolerar e o abandonaram.

Então o Senhor Se voltou para os doze apóstolos e lhes fez a pergunta acima. Pedro, como porta-voz dos discípulos, respondeu com outra pergunta: “Senhor, para quem iremos nós?” Havia outra alternativa? Havia outra pessoa que se igualasse ou substituísse o Senhor? Pela fé compreenderam que Jesus era o Santo de Deus, o Salvador, a Fonte da vida eterna.

Hoje em dia a maioria das pessoas e das religiões considera Jesus uma Pessoa interessante – um homem de caráter exemplar, um professor de moral, amigo dos pobres e oprimidos, etc. Mas tão logo Ele é apresentado como único Salvador e Senhor, a reação é a mesma da multidão: “Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (v. 60).

Diante de tais palavras do Senhor Jesus só há duas opções: declarar o que Pedro declarou ou abandonar o Senhor. Não há meio-termo.

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

Extraído do Devocional Boa Semente.

Publicado com autorização.

www.boasemente.com.br 


 

 

https://twitter.com/#!/roselee12

MOLDADO POR DEUS (MAX LUCADO)

EBOOK MOLDADO POR DEUS (MAX LUCADO)

Na bigorna sólida, o ferro ardente é moldado. O ferreiro sabe o tipo de instrumento que deseja. Sabe o tamanho, a forma e a força. Bang! Bang! O martelo bate. A oficina vibra com o barulho, o ar se enche de fumaça e o metal amolecido responde. Com o passar do tempo, uma mudança ocorre: o que não...
+
https://www.evertonerose.com

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!